Cartas na mesa. É preciso abrir o jogo: não se trata só de Dilma ou do PT, mas da exaustão do atual arranjo político brasileiro. E mais: o que idealizamos na Constituição de 1988, cujo valor é indiscutível, era construir uma democracia plena e um país decente, com acesso generalizado à educação...

Destaques .

  • NCST celebra 12 aniversrio da Lei Maria da Penha


    Legislação que aumentou rigor das punições para crimes domésticos de violência contra a mulher representa marco histórico na luta por melhores condições de vida e redução das persistentes desigualdades de gênero.
  • NCST apoia Dia Nacional do Basta! e refora empenho em prol das mobilizaes


    Organizado pelas Centrais Sindicais, o “Dia Nacional do Basta!” tem como objetivo paralisar os locais de trabalho e mobilizar as bases sindicais e os movimentos sociais em manifestações de protesto contra o desemprego crescente, contra a retirada de direitos da classe trabalhadora, contra as privatizações, pela revogação da Emenda Constitucional 95 (EC95), da reforma trabalhista e da lei que libera a terceirização irrestrita.
     
Acontece »

Sindicalismo ocupa ruas de todo o Pas por emprego, direitos e aposentadoria


Será um dia nacional de mobilizações e paralisações. Em pelo menos 17 Estados, estão previstos atos públicos, que devem ocorrer em até 42 das maiores cidades brasileiras. As manifestações começaram já na madrugada desta sexta (10), com protestos em portas de fábricas, garagens dos transportes públicos e outros locais de trabalho.

Desequilbrio de gnero na poltica deve continuar, diz especialista


Apesar da mudança na legislação que obriga os partidos políticos a destinarem pelo menos 30% do Fundo Especial de Financiamento de R$ 1,76 bilhão – dinheiro do orçamento da União – para campanhas de mulheres, o atual cenário de participação feminina pode permanecer inalterado.
 

Trabalhador ganha menos que salrio mnimo com reforma trabalhista




Com a legalização de formas fraudulentas de contrato de trabalho, trabalhadores e trabalhadoras chegam ao final do mês sem conseguir ganhar sequer um salário mínimo para sustentar a família e ainda correm o risco de ter o direito à aposentadoria ameaçado no final da vida, mesmo após anos de trabalho, pois não terão recursos para contribuir mensalmente.
 

DEBATES & OPINIÕES »

Estudo escancara retrocesso social com a emenda do teto de gastos


Lançado nesse dia 7 de agosto em audiência pública no Senado,na Comissão de Direitos Humanos, o documento tem 66 páginas de linguagem didática e acessível. O trabalho é apoiado por diversas instituições, dentre elas o Brasil Debate, e está disponível para download gratuito.

 

Souto Maior: reforma trabalhista no deve sequer ser considerada como lei


"O retrocesso da reforma trabalhista é tanto que faz nossa legislação recuar para a lei de locação de serviços de 1830", afirma, em entrevista, o professor livre-docente de Direito do Trabalho da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (desde 2002), coordenador do Grupo de Pesquisa Trabalho e Capital (GPTC), membro da Rede Nacional de Grupos de Pesquisa em Direito do Trabalho e da Seguridade Social (RENAPEDTS) e juiz do trabalho desde 1993, titular da 3ª Vara do Trabalho de Jundiaí/SP desde 1998, Jorge Luiz Souto Maior.

preciso dar fim poltica de privatizaes, diz economista



A economia só voltará a crescer quando o Estado brasileiro recuperar a sua capacidade de investimentos. A avaliação é do economista Marco Antonio Rocha, professor da Unicamp. Para ele, é necessário “dar fim à política de privatizações” e revogar o teto de gastos.

 

Entrevista: Presidente da CNTEEC destaca as maldades da lei trabalhista de Temer




Em entrevista à Agência Sindical o professor Oswaldo Augusto de Barros, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Educação e Cultura - CNTEEC e diretor de Eduação e Cultura da Nova Central Sindical de Trabalhadores - NCST fala dos efeitos nocivos da lei trabalhista de Temer para a categoria.
 

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

NEWSLETTER
RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias publicadas em nosso portal. Após cadastro, confirme sua inscrição clicando no link que chegará em sua caixa de entrada. Confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top