Destaques .

  • FOLHA DE S.PAULO PUBLICA NOTA DA NCST REPUDIANDO AFIRMAES CALUNIOSAS EM SUA MATRIA

    O jornal Folha de S.Paulo publicou hoje (28/3), nota de repúdio do presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), José Calixto Ramos, em resposta a publicação veiculada no último sábado (25/3), em que afirmava que a entidade estaria em negociação com o governo para facilitar a aprovação das reformas Trabalhista e Previdenciária.

    Mais uma vez, reiteramos que todas as reuniões que a NCST participou sempre ficou clara a posição da entidade diante de todas as outras centrais: lutamos pela preservação de direitos. Faz parte dos nossos princípios zelar e defender as conquistas das trabalhadores e trabalhadores brasileiros.

    Por nenhum direito a menos!


     
  • Nova Central repudia notcia leviana da Folha de So Paulo!


    A Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) e os trabalhadores (as) em geral, foram surpreendidos com publicação de matéria no Jornal Folha de São Paulo, edição de sábado (25/3), que de forma maldosa tenta associar as centrais em negociações espúrias, que não condiz com os princípios do Movimento Sindical Brasileiro...
  • NOTA DE REPDIO: Nova Central Sindical repudia aprovao da terceirizao no Pas



    A Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), entidade que representa trabalhadores em todos os segmentos, vem a público apresentar de forma veemente a presente nota de repúdio à aprovação, na noite desta quarta-feira (22), do PL 4302/98 que institui a terceirização de forma irrestrita, inclusive no serviço público. A votação do projeto não ouviu o clamor popular e atropelou todo o diálogo construído entre as entidades sindicais e o governo, visando apresentar uma Reforma Trabalhista justa e viável antes da discussão do trabalho terceirizado.
  • MOBILIZAO DA NCST POR NENHUM DIREITO A MENOS


    Como todos sabemos, os trabalhadores e as suas entidades de representação nunca estiveram tão ameaçadas quanto neste momento. Forças contrárias aos interesses da classe trabalhadora estão tentando a todo modo suprimir os já combalidos direitos trabalhistas e aniquilar o movimento sindical brasileiro.
Acontece »

Por Nenhum Direito a Menos, centrais aumentaro presso contra Reformas de Temer!



Na tarde desta segunda-feira (27/3) em São Paulo, Centrais Sindicais definem 28 de abril como “Dia Nacional de Paralisação Contra as Reformas de Temer”. Representantes de entidades sindicais, como Metroviários, Eletricitários e Rodoviários, reforçaram a unidade de luta por novas manifestações contra as propostas de reforma previdenciária, trabalhista e a terceirização, aprovada pela Câmara dos Deputados...

Caso Temer no recue em suas reformas, novos protestos podero acontecer!


Ao avaliar o sucesso das manifestações e greves do dia 15 de março contra as reformas da Previdência e Trabalhista, organizado pelas centrais sindicais, o presidente Nacional da Nova Central, José Calixto Ramos (Sr. Calixto) classificou como positiva a adesão da população aos protestos em todo País que serviu para esclarecer que a Previdência não é “deficitária”, ao contrário do que afirma o governo e que o “desmonte da CLT” não gerará empregos...

CNTEEC participa do Dia Nacional de Luta contra as reformas de Temer


Diretores e o presidente da Confederação Nacional Dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Educação e Cultura (CNTEEC), Osvaldo Barros participaram na Avenida Paulista da grande manifestação contra as reformas da Previdência e Trabalhista, encaminhadas pelo presidente Temer (PMDB) para o Congresso Nacional...

Aposentadoria subsistncia diz o deputado Arthur Maia (PPS-BA)


O relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), defendeu que a aposentadoria deve representar "subsistência" e que, para ter uma "vida melhor", o trabalhador deve fazer outro tipo de poupança. "A Previdência não é pra quem ganha R$ 35 mil, R$ 40 mil. [...] Aposentadoria é subsistência. Quem quiser ter vida melhor faça outro tipo de poupança", afirmou o relator a uma plateia de sindicalistas terça-feira (7/3).
 

Ato Pblico contra Reforma da Previdncia marcou o Dia Internacional da Mulher


Deputadas Federais e entidades sindicais lotaram o auditório Nereu Ramos, da Câmara dos Deputados na quarta-feira (8/2) no Dia Internacional da Mulher em Ato Público intitulado: “Reforma da Previdência - TEMERosa para as Mulheres”, organizado pela Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social, que debateu os impactos nocivos da "reforma" encaminhada pelo governo Michel Temer (PMDB) com foco nos prejuízos à população feminina do país...

Reforma trabalhista: Nova Central defende fortalecimento da negociao coletiva


Na reunião deliberativa da Comissão Especial da Reforma Trabalhista (PL 6787/16) realizada terça-feira (7/3), o diretor Nacional de Organização Sindical da Nova Central, Geraldo Ramthun defendeu o fortalecimento da negociação coletiva, criticou pontos do projeto que visa regulamentar o negociado sobre o legislado e a eleição de representantes dos trabalhadores (as) para empresas com mais de 200 empregados...

DEBATES & OPINIÕES »

Terceirizao (PL 4302/98): legitimao regulamentada do ilcito e do precrio nas relaes de trabalho


Leilões serão anunciados. Não de escravos! É preciso e legítimo conferir dignidade aos “senhores de hoje”. Ora, a escravidão, com a indignidade, a degradação civilizatória e a violação de direitos humanos, não havia sido prenunciado o seu fim desde a Lei Eusébio de Queiroz, que, em 1850, proibia o tráfico negreiro e culminaria na Lei Áurea, a “Lei 3.353, de 13 de maio de 1888, que declara extinta a escravidão no Brasil”? Ao raciocínio em curso, como aqui é tratado da garantia de legitimidade para a “regulamentação modernizadora” da terceirização (PL 4302/98), os mercadores novamente se mostram, afinal legalmente estavam proibidos de atuação regular desde 1850.

 

Eliminar direitos: a lgica da reforma trabalhista de Temer


Sob o risco de, sem mexer em uma vírgula na Constituição e na CLT, a classe trabalhadora poderá sofrer uma das maiores retiradas de direito, com retrocessos sociais inomináveis. Caso a proposta de reforma trabalhista enviada pelo governo Michel Temer seja aprovada no Congresso Nacional representará um dos maiores retrocessos sociais em relação aos direitos conquistados pelos trabalhadores em toda sua história...

Depoimento de Yunes e futuros protestos preocupam governo


Os efeitos políticos do depoimento de José Yunes à Procuradoria Geral da República geram desconfiança sobre a capacidade do governo de aprovar as reformas no Congresso. Amigo e ex-assessor especial da Presidência, Yunes disse que recebeu em seu escritório em 2014 o doleiro Lúcio Funaro a pedido do hoje ministro licenciado da Casa Civil, Eliseu Padilha. Funaro teria deixado no escritório um envelope no qual haveria propina da Odebrecht para peemedebistas...

Economia entre o fato e a verso do governo Michel Temer (PMDB)


A discussão a respeito da situação econômica atual no Brasil tem sido no mínimo excêntrica, pois parece resultar de certa confusão que se generaliza, muitas vezes, da inadequada interpelação do fato (a realidade econômica) por versões (narrativas) produzidas nas distintas análises sobre a realidade. Sobre a recessão econômica (o fato), por exemplo, não tem havido, em geral, maiores discordâncias entre analistas...
 

Comisses reformistas so afinadas com o mercado



O governo, a serviço do mercado, tem pressa. As comissões que visam alterar as regras previdenciárias e a legislação trabalhista foram instaladas na Câmara, nesta quinta (9/2). Os que irão conduzir os trabalhos — presidentes e relatores de ambos os colegiados — foram escolhidos a dedo...

Presidente da Nova Central fala sobre reformas da Previdncia e Trabalhista


Terça e quarta (7 e 8/2), a diretoria Nacional da Nova Central debateu, em Brasília, as reformas governistas para a Previdência Social e a área trabalhista. A entidade reuniu sua diretoria e as representações estaduais. A orientação é aprofundar a discussão nas Federações e Sindicatos da base e também reforçar a comunicação com os trabalhadores e outros segmentos populares...

A Construção de uma NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES – NCST foi forjada na unidade, coragem e ousadia, capaz de propor uma alternativa de luta para os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. A NOVA CENTRAL SINDICAL DE TRABALHADORES marca um momento importante na história do Movimento Sindical Brasileiro, ela é a esperança transformada em realidade que se constitui como instrumento de luta e de unidade da classe trabalhadora do nosso País.

RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL

Receba diariamente todas as notícias postadas em nosso portal. Cadastre-se e confira essa novidade!

SAF-Sul Quadra 02 Bloco D Térreo - Sala 102 - Ed. Via Esplanada - CEP: 70070-600 - Brasília-DF | Telefone: (61) 3226-4000 / Fax: (61) 3226-4004

Back to Top